09/08/2019 às 19:04, Atualizado em 09/08/2019 às 19:20

Planejamento leva ações para desenvolvimento sustentável de Anaurilândia

O município, que faz parte do Programa Cidade Empreendedora, definiu as ações em oficina realizada pelo Sebrae/MS na última quinta (08).

Cb image default
Divulgação

Situada a 367 quilômetros a leste da capital sul-mato-grossense, Anaurilândia é uma cidade que chama a atenção pela localização próxima à divisa do Estado e pelo potencial das águas a ser explorado no balneário municipal, que agora passa por uma revitalização. Atualmente, a Prefeitura Municipal busca acelerar a economia local com novos objetivos, a partir das ações do Plano de Desenvolvimento Econômico (PDE), elaborado em parceria com o Sebrae.

O município, que faz parte do Programa Cidade Empreendedora, tendo como foco políticas públicas para acelerar o desenvolvimento, definiu algumas das ações na oficina do PDE, que foi realizada na noite desta quinta-feira (08), no auditório da Secretaria Municipal de Educação.

Entre as expectativas da comunidade para o desenvolvimento local destacam-se as opções de alimentação e lazer, o desenvolvimento do turismo, a qualificação profissional e a atração de empresas para gerar emprego. No Mapa de Oportunidades, um dos eixos do Cidade Empreendedora, a população de Anaurilândia escolheu comércio e serviços como eixo prioritário a ser desenvolvido.

São pelo menos dez macro ações nos âmbitos econômico, social e ambiental que foram pautadas como soluções para resolver os gargalos da cidade nos aspectos que vêm travando o desenvolvimento deste segmento, conforme o declarou o consultor do Sebrae/MS, Gustavo Schmidt.

“A movimentação do balneário em Anaurilândia está desativada no momento, uma vez que o local está passando por obras de revitalização. Com a volta do funcionamento a tendência é gerar maior atividade no comércio local”, disse o consultor. Ele atenta para outro fator que é o fluxo de carros e turistas que atravessam a cidade, que está localizada entre Bataguassu e Nova Andradina.

Entre as ações, Gustavo Schmidt cita que deve ser realizado um levantamento do tipo de público que passa pela BR e qual o objetivo da viagem, para identificar o perfil dos viajantes. A meta é alinhar uma estratégia e planejamento de ações atrativas para conquistar esses possíveis consumidores. “Placas de sinalização do comércio, planejamento de uma movimentação que seja atrativa, além de uma maior divulgação do balneário são alguns dos investimentos que podem ser avaliados”.

Desenvolver festas gastronômicas; fomentar o turismo com caravanas de moto clubes para o balneário; a atração das comunidades dos assentamentos da região para fazer compras na cidade; a qualificação tanto do comerciante quanto dos funcionários em termos de qualidade de atendimento, gestão financeira e marketing também foram algumas das ideias discutidas durante a oficina do PDE.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Sustentável, Indústria e Comércio, Elizeu Muchon, participou da oficina e disse que a adesão ao programa Cidade Empreendedora é uma oportunidade para promover o crescimento da cidade. “É necessário que todos trabalhem juntos em benefício do desenvolvimento social”, disse ele, agradecendo a presença de empresários e comerciantes no evento.

Cidade Empreendedora

Os interessados em conhecer mais sobre a metodologia do Cidade Empreendedora e detalhes dos trabalhos realizados em Mato Grosso do Sul devem entrar em contato com a Central de Relacionamento do Sebrae pelo telefone 0800 570 0800 ou ainda pelo site www.sebraecidadeempreendedora.com.br. Informações Sebrae MS.