29/04/2019 às 07:42, Atualizado em 29/04/2019 às 07:51

Usina solar – Grupo da Coreia do Sul confirma investimento de US$ 15 bilhões em Anaurilândia

Cb image default
Divulgação

Na tarde deste domingo (28), durante evento realizado nas dependências da Câmara Municipal de Anaurilândia, representantes do grupo sul-coreano Korea System Business (KSB) confirmaram investimento de cerca de US$ 15 bilhões (15 bilhões de dólares) para a construção de uma usina fotovoltaica e de uma fábrica de painéis solares no município.

Conforme apurado pelo Nova News junto ao Poder Executivo Municipal, o investimento inicial será de US$ 2,8 bilhões (dois bilhões e oitocentos milhões de dólares), sendo que, o investimento total do projeto, que ocorrerá gradualmente ao longo de 30 anos, será mesmo de US$ 15 bilhões. A construção e operação da usina fotovoltaica irá gerar empregos, impulsionar a economia, local e regional, contribuindo até mesmo, com o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul.

As articulações para a oficialização do negócio já vinham ocorrendo há algum tempo, sendo que, nesta data, a empresa declarou publicamente que a decisão foi tomada e que os investimentos serão mesmo realizados em Anaurilândia. O anúncio foi feito pelo executivo da KSB, Jong Park, ao prefeito Edinho Takazono, diante de uma multidão que lotou a Câmara Municipal, bem como de secretários municipais, vereadores e demais personalidades.

Cb image default
Divulgação

“Já está decidido que vamos investir em Anaurilândia. Este município foi escolhido para que possamos concretizar o projeto e nós, da KSB, quando falamos algo, cumprimos com aquilo que dizemos”, disse Jong Park, auxiliado por uma intérprete, ao afirmar que o início dos trabalhos é apenas uma questão de tempo, até que as devidas licenças ambientais e demais trâmites burocráticos sejam realizados pelos departamentos responsáveis.

Por sua vez, o prefeito Edinho, bem como todas as pessoas presentes, receberam o anúncio com muito entusiasmo. “É a realização de um sonho. Até agora era apenas um projeto, uma articulação, mas a partir deste momento é algo oficial. Com certeza, este investimento, somado a outros que já estão em andamento, irão transformar a realidade do nosso município para melhor”, disse o chefe do Poder Executivo.

Durante o ato, Edinho entregou a Jong Park um documento através do qual o município se compromete a oferecer todas as garantias e incentivos necessários e o executivo da KSB, por sua vez, entregou nas mãos do prefeito o projeto detalhado do empreendimento. Além do chefe do Executivo Municipal, estiveram presentes a primeira-dama Luzia Takazono, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio, Elizeu Muchon; demais secretários municipais, o presidente da Câmara Municipal, Jorge Soares Santana; demais vereadores, bem como outras autoridades locais. O evento foi encerrado com uma bênção ministrada pelo pároco local, padre José Donizete.

Cb image default
Divulgação

Além dos executivos da KSB, também integraram a comitiva representantes de outras duas companhias que darão suporte à Korea System Business na implantação da usina.

Antes do evento na Câmara Municipal, todos foram visitar a área de 18 milhões de metros quadrados ofertada pelo município para a construção do empreendimento e aproveitaram também a oportunidade para conhecerem a Usina Hidrelétrica Engenheiro Sérgio Motta (Porto Primavera), no Rio Paraná.

Na manhã desta segunda-feira (29), a comitiva sul-coreana, acompanhada do prefeito Edinho e demais lideranças municipais, participam de uma audiência com o governador do Estado, Reinaldo Azambuja, para discutirem questões relativas às licenças ambientais para execução do projeto e também sobre incentivos que deverão ser oferecidos por parte do Governo de Mato Grosso do Sul.

Além de Anaurilândia (MS), o grupo sul-coreano manifesta interesse em investir também nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Goiás.

Cb image default
Divulgação